quinta-feira, 26 de abril de 2012

BLACK BIRD RETORNA AO BAR DO TOM, NO PRÓXIMO SÁBADO, PARA MAIS UM COVER BEATLES

Devido ao êxito das últimas apresentações (ver post de 25/03/2012), a banda Black Bird retornará ao palco do Bar do Tom, no próximo sábado, 28/04, para mais um Cover Beatles:

SERVIÇO 

BLACK BIRD em COVER BEATLES
BAR DO TOM - dia 28 de abril - 22 horas

Endereço: Rua Adalberto Ferreira, n° 32 - Leblon 
(anexo ao Plataforma)
Telefone: (21) 2274-4022  

PREÇOS 
SETORES : PALCO E SETOR A - R$80,00  
SETORES ÍMPAR E PAR - R$ 70,00
Classificação - 18 anos
 página da Black Bird

quarta-feira, 25 de abril de 2012

CELLY CAMPELLO: A PRIMEIRA E ETERNA RAINHA DO ROCK NACIONAL

Célia Benelli Campello nasceu na capital paulista, em 18 de junho de 1942, mas passou a infância em Taubaté.  Desde cedo, Célia recebia convites para cantar em festas e em programas de rádio locais, mas foi somente quando seu irmão Sérgio foi a São Paulo, para tentar a carreira de músico, que conseguiu gravar um disco.

Instrumentista de Mário Gennari e seu conjunto, Sérgio foi convidado a gravar as canções Forgive me e Handsome boy.  A ideia inicial era de que estas fossem interpretadas por Celeste Novaes, vocalista do conjunto, mas como sua pronúncia não era satisfatória, Sérgio gravou Forgive me e coube a Célia, então com quinze anos, a gravação de Handsome boy.  A perfeita interpretação da jovem convenceu a Odeon a lançar a canção como lado B do compacto, em 1958.

Num esquema da época, os irmãos Sérgio e Célia foram apresentados ao público como Tony e Celly, tendo o sobrenome Campello permanecido por exigência de Nelson Campello, pai dos adolescentes. Entre 1958 e 1959, Celly gravou os compactos O céu mudou de cor / Devotion, Túnel do amor / Muito jovem, Lacinhos cor-de-rosa / Tammy e The secret / Estúpido cupido (versão de Fred Jorge para Stupid cupid de Neil Sedaka e Howard Greenfield). 

E foi com Estúpido cupido que Celly passaria a ser conhecida; já com o programa Celly e Tony em Hi-Fi (depois rebatizado Crush em Hi-Fi), exibido pela TV Record de São Paulo, ainda em 1959, conquistaria a simpatia de pais e filhos nos grandes centros do país (não havia transmissão televisiva para todo o Brasil).  Em 1960, Celly Campello foi aclamada a namoradinha do Brasil, título herdado pela atriz Regina Duarte.

Em 1961, foi coroada Rainha do Rock, em votação promovida pela Revista do Rock, com mais de 40 mil votos.  Em 1962, casou e abandonou a carreira.  Em 1968, já com dois filhos, gravou um disco e chegou a participar de festivais entre 1969 e 1971.  Em 1976, com a exibição da novela Estúpido cupido, pela Rede Globo, gravou seu último disco e excursionou pelo país.

Em entrevista concedida em 1993, Celly deixaria entender que somente após esse revival ela tomou consciência de sua importância para a história musical do país.  Faleceu a 4 de março de 2003, vítima de câncer, deixando marido, dois filhos, três netos e incontáveis fãs.

Em 2011, o selo Discobertas lançou o box Estúpido cupido, com seis álbuns gravados e lançados pela Odeon entre os anos de 1959 e 1968, especialmente licenciados para este projeto. Os discos trazem capas originais e foram remasterizados a partir das matrizes da época, com algumas faixas bônus lançadas somente em singles.


Faixas do CD 1: Estúpido cupido

01. Estúpido cupido (Stupid Cupid)
02. The secret
03. Muito jovem (Just young)
04. Túnel do amor (Have lips, will kiss in the tunnel of love)
05. Handsome boy
06. Who's sorry now
07. Heartaches at sweet sixteen
08. Fale-me com carinho (Dib moi quelque chose de gentil)
09. Querido cupido
10. Tammy
11. Melodie d'amour
12. Lacinhos cor de rosa (Pink shoe laces)
13. Devotion
14. O Céu mudou de cor

Faixas do CD 2: Broto certinho

01. Broto certinho (One woman man)
02. Billy (I always dream of Billy)
03.To know him is to love him
04. Dear mom and dad
05. Over the rainbow
06. Frankie
07. Banho de lua (Tintarella di luna)
08. Os mandamentos do broto
09. Para mim e você (For me and my girl)
10. Broken heart melody
11. I ain't got no steady date
12. Instant love

Faixas do CD 3: A bonequinha que canta

01. Mal me quer
02. Forever
03. Minha jóia
04. I'm in love
05. Broto já sabe esquecer
06. Tonight is the night
07. O meu amor vai passar
08. Forever
09. Só para Elisa (Pour Elise)
10. Rocky mountain moon
11. Unchained melody
12. Título da obra Jingle bell rock
13. Vi mamãe beijar Papai Noel (I saw mommy kissing Santa Claus)
14. Canário (Yellow bird)

Faixas do CD 4: A graça de Celly Campello

01. Gosto de você, meu bem (I love you baby)
02. Hey mama
03. Don't ever leave me
04. I love you
05. Isso é amor (That's love)
06. Tell me that you love me
07. Teddy
08. The tonight show theme
09. Trem do amor (One way ticket to the blues)
10. Lonely boy
11. So it's goodbye
12. Talk to me baby

Faixas do CD 5: Brotinho encantador

01. Flamengo rock
02. Der jolly joker
03. Angel, angel
04. Hey boys, how do you dDo (Ciao boys, how do you do)
05. A lenda da conchinha
06. Little devil
07. That's all you gotta do
08. Indian giver
09. Juntinhos (Together)
10. Ordens demais (Too many rules)
11. Angel of love
12. Runaway

Faixas do CD 6: Celly

01. Hey!
02. Marquei encontro com você em meus sonhos
03. Palavras (Words)
04. Um mundo feliz (It's a happening world)
05. O amor é azul (L'amour est bleu)
06. Felicidade (Felicidad)
07. Bonnie & Clyde
08. Perdoa (Perdono)
09. No outono (Nos encontraremos outra vez)
10. Banho de lua (Tintarella di luna)
11. Meu pranto a deslizar (As tears go by)
12. Você quem quis assim
13. Ao meu amor (To sir with love)

Texto adaptado de matérias disponíveis na internet. Publicado originalmente em Intervalo Entretenimento & Mídia, edição impressa n° 37, em Mar/Abr 2005, ampliado para este post.

OAB-RJ PROMOVE II ENCONTRO DE DIREITO ELEITORAL

Na próxima sexta-feira, dia 27, o plenário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RJ) será palco do II Encontro de Direito Eleitoral do Rio de Janeiro. 

No primeiro painel, às 10h30, a juíza Ana Tereza Basílio, membro da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro e diretora da Escola Judiciária Eleitoral (EJE/RJ), falará sobre Financiamento de Campanhas e Prestação de Contas nas Eleições Municipais. Às 18h30, haverá homenagem à desembargadora Letícia Sardas, vice-presidente do TRE-RJ.

O II Encontro de Direito Eleitoral do Rio de Janeiro é uma realização da OAB/RJ, localizada na Avenida Marechal Câmara, n° 150 - 4º andar. 

Informações na Secretaria das Comissões da OAB/RJ: telefones: 2272-2053 e 2272-2054.

sábado, 21 de abril de 2012

SOCIEDADE MINEIRA DE ENGENHEIROS CONVIDA PARA PALESTRA-ALMOÇO EM BELO HORIZONTE


Clique sobre a imagem para melhor visualizá-la.

INTERVALO CULTURAL EM CAMPANHA: UMA MÚSICA PARA O BRASIL DA COPA

Intervalo Cultural participa da campanha para a inclusão da música Balança Brasil (autoria de Michael Sullivan e Carlinhos Conceição), interpretada pela banda Copacabana Beat (voz de Carlinhos Conceição), como um dos hinos populares para a Copa do Mundo de 2014.  

A música é um autêntico passeio pelo país, extremamente representativa da alegria, dos costumes, da cultura, do tempero da alma e da vibração festiva do povo brasileiro.

A campanha visa a sensibilizar os membros da Comissão Especial para Organização da Copa de 2014 e autoridades de todo o país ligadas aos segmentos esportivo e cultural.  Há um forte movimento de apoio à iniciativa no YouTube. 

Participem da campanha: assistam ao clipe, divulguem-no e deem conhecimento aos vereadores, aos deputados estaduais e demais autoridades para fazer de Balança Brasil a música da Copa de 2014! 



INGRESSOS PARA SHOW DE ZIZI POSSI, NO RIO DE JANEIRO, ESTÃO ESGOTADOS

Segundo informação da Caixa Cultural, os ingressos para as apresentações de Zizi Possi, neste fim de semana (dias 21 e 22/04), no Teatro Nelson Rodrigues, esgotaram-se na última sexta-feira, dia 20/04.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

COMPOSITOR DE MÃO CHEIA, TAVITO LANÇA "MINEIRO"


Compositor de extraordinário talento, conhecido por músicas como Rua Ramalhete, A nossa casa e Naquele tempo, Tavito (ex-Som Imaginário) está com o CD Mineiro quase pronto para chegar às lojas de todo o país. 

O link abaixo é da canção Parece quase nada, composição em parceria com o poeta Alexandre Lemos.  Segundo Tavito, essa música "diz das intensas sensações, por vezes doces, por vezes penosas e doloridamente profundas  que regem a vida daqueles que escolheram o canto como meio de sobrevivência". 

O vídeo faz parte da série Galo da Madrugada, a qual reúne "filmetes" (na definição de Tavito) gravados durante a madrugada, em um pequeno estúdio caseiro, sem pretensões estéticas e técnicas.  Ainda assim, o resultado é maravilhoso.  Curtam essa pérola!

Parece quase nada

ANJOS DA NOITE FARÁ SHOW NO BAR DO TOM, RIO DE JANEIRO, PRÓXIMO SÁBADO (21/04)

foto: Vinícius Eduardo

O grupo Anjos da Noite, que estará no próximo sábado, dia 21, às 22 horas, no Bar do Tom, já marcou presença em casas de shows como Canecão, Olimpo, Lapa 40º, Hard Rock Café, Lonas Culturais, Vivo Rio, Rio Scenarium, Ribalta, e Scala.  
O repertório  da banda reúne músicas dos anos 70, 80 e sucessos atuais que funcionam nas pistas de dança. Twist and Shout (The Beatles), Será (Legião Urbana), Rádio Pirata (RPM) e Saturday Night Fever (Bee Gees) são alguns destaques do repertório dançante. 

Formação:

Igor Garrido – Vocal
Higor Martins – Vocal
Fernanda Walesco – Vocal
Andre Mainieri – Guitarra
Wellington Paz – Baixo
Anderson Junior – Teclados
Jaime Marques - Bateria
SERVIÇO
BAR DO TOM - ANJOS DA NOITE
DIA 21 DE ABRIL (SÁBADO) - 22 HORAS
 

Classificação - 18 anos

Rua Adalberto Ferreira, n° 32 - Leblon - Rio de Janeiro
Telefone: (21)2274-4022    

INGRESSOS:
R$80,00 (SETORES PALCO e A) 
R$60,00 (SETORES PAR e ÍMPAR)
  fonte: assessoria de imprensa

ZIZI POSSI APRESENTA SEU SHOW "CANTOS E CONTOS" PELA PRIMEIRA VEZ NO RIO DE JANEIRO

 
Apresentações acontecem nos dias 21 e 22 de abril 
com repertório de sucessos

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, nos dias 21 e 22 de abril (sábado e domingo), a cantora Zizi Possi com o show Cantos e Contos, que estreou em 2008 e chega ao Rio de Janeiro pela primeira vez, comemorando seus mais de 30 anos de carreira. Para acompanhá-la, um time de primeira, formado pelo maestro Jether Garotti Jr. (piano e clarineta), Kecco Brandão (teclados), Webster Santos (violão e cordas) e Guello (percussão).

Zizi Possi é uma das maiores estrelas da nossa música popular e, nesse show, comprova sua versatilidade como intérprete que nunca se restringiu a um gênero musical. No espetáculo, Zizi apresenta canções que pontuaram sua carreira, ao mesmo tempo em que apresenta novas interpretações de canções de diferentes compositores, que a influenciaram e já gravados por ela, como Edu Lobo, Chico Buarque, Eduardo Dussek, José Miguel Wisnik, Ivan Lins, Alceu Valença, João Bosco, Gonzaguinha e outros.

No palco, a cantora relembra diversos momentos, como o álbum “Valsa Brasileira”, com “Uirapuru” (Waldemar Henrique) e “Escurinha” (Geraldo Pereira / Arnaldo Passos), canções que já gravou de Gonzaguinha (‘Viver, Amar, Valeu” e “Palavras”) e Noel Rosa (“Com que Roupa”), entre músicas inéditas na sua voz, além de canções clássicas da música brasileira. Sucessos como “Asa Morena”, “A Paz” e “Per Amore” também fazem parte do repertório.

Carreira:

A música entrou muito cedo na vida de Zizi Possi. Ainda criança, começou a estudar piano, depois cursou faculdade de composição e regência, mas logo largou tudo para fazer teatro, quando descobriu sua verdadeira vocação como cantora. Em 1978, gravou seu primeiro disco, “Flor do mal”. Seu timbre e afinação conquistaram a crítica de imediato e ela rapidamente foi alçada ao time das grandes intérpretes brasileiras.

Ao longo de sua vitoriosa carreira, Zizi Possi gravou 18 álbuns e 4 DVDs. Além de colecionar inúmeros sucessos, já conquistou importantes prêmios de música, como discos de ouro, discos de platina, disco duplo de platina, além de ter concorrido ao Grammy Latino, em 1999.

O show Cantos e Contos resultou em dois DVDs, lançados em 2010 pela Biscoito Fino, após uma série de apresentações comemorativas aos 30 anos de carreira da artista.

Ficha técnica:

Voz: Zizi Possi
Maestro: Jether Garotti Jr.
Teclados: Kecco Brandão
Violão e Cordas: Webster Santos
Percussão: Guello
Roadie: Roupa Nova
Som P.A.: Aparecido  Roque  Correa
Som monitor: Paulo Seminati
Iluminação: Wagner Freite
Cabelo e maquiagem: Reginaldo Bossi
Apoio de produção: Vanderley Lopes/ Glauker Bernardes/ Magnólia Werneck/Letícia Trindade.
Produção executiva: Patrícia Albuquerque
Manager: Deco Gedeon
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Serviço:

Show Cantos e Contos Zizi Possi
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Teatro Nelson Rodrigues
Endereço: Av. República do Chile, 230, Anexo – Centro (Metrô: Próximo à estação Carioca)
Telefone: (21)2262-8152 
Datas: 21 e 22 de abril de 2012 (sábado e domingo)
Horário: 20h
Ingresso: R$20 (inteira) e R$10 (Meia-entrada. Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia)
Bilheteria: de terça-feira a sexta-feira, das 13h às 20h; sábado, domingo e feriado, das 15h às 20h
Lotação máxima: 388 lugares (2 para cadeirantes)
Classificação etária: 14 anos
Acesso para pessoas com deficiência
Programação completa no site CAIXA Cultural

Fonte: assessoria de imprensa

terça-feira, 17 de abril de 2012

DOCUMENTÁRIO SERÁ REEXIBIDO PELO CANAL FUTURA


No próximo dia 26/04, às 21h, o Canal Futura reapresentará o documentário Leva, produzido pelo Futura em parceria com a produtora Preta Portê Filmes.  Dirigido por Luiza Marques e Juliana Vicente, Leva retrata a vida de moradores da Ocupação Mauá, centro de São Paulo, que existe há quatro anos e agrega 210 famílias de diferentes movimentos de moradia. O documentário, de 52 minutos, discute ainda a revitalização de espaços ociosos e a construção do coletivo como agente de transformação do indivíduo.

MOSTRA DE CINEMA E LITERATURA, COM LEITURA DE CONTOS E EXIBIÇÃO DE FILMES INSPIRADOS EM JORGE LUIS BORGES

ENCONTRO DE CRONÓPIOS NA CAIXA CULTURAL RIO


A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 24 a 29 de abril, a mostra de Cinema e Literatura Encontro de Cronópios, em que a literatura latino-americana é a fonte inspiradora. Nesta edição, será apresentado um panorama da vida e obra do escritor argentino Jorge Luis Borges (1899-1986).

A característica do Encontro de Cronópios é a participação de atores e convidados, para a leitura dos contos que inspiraram os filmes e, em seguida, uma conversa com a plateia sobre os caminhos da criação, do cinema e da literatura, em um clima descontraído bem ao gosto dos cronópios. O título da mostra é inspirado em personagens criados pelo escritor Julio Cortázar, o homenageado na primeira edição, realizada em 2011, também na CAIXA Cultural Rio de Janeiro.

A programação inclui seis filmes, no total, sendo uma sessão por dia. Serão exibidos dois filmes brasileiros: uma ficção inspirada em conto homônimo A Intrusa, de Carlos Hugo Chistensen, e uma entrevista produzida pelo programa “Conexão Internacional”, em que o jornalista Roberto D’ávila conversa com o escritor em seu apartamento, em Buenos Aires. A mostra traz ainda o filme italiano A estratégia da aranha, de Bernardo Bertolucci; o francês Alphaville, de Jean-Luc Godard; e os argentinos Invasion, de Hugo Santiago, baseado numa ideia original da dupla Borges e Adolfo Bioy Casares, e o documentário Los libros y la noche, de Tristan Bauer.

Os palestrantes são: o professor e tradutor Davi Arrigucci Jr (SP); a professora de Comunicação da PUC-RJ, Vera Follain; a professora de cinema latino-americano, Cláudia Dottori; e o crítico de cinema José Carlos Avellar. No panorama das leituras, o ator Julio Adrião abre a mostra, na terça-feira (24), e Cláudio Gabriel encerra, no domingo (29). As atrizes Nicole Gomes e Andrea Claudia também estão confirmadas para leitura dos contos.

Serviço:

Encontro de Cronópios

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Datas: de 24 a 29 de abril de 2012 (terça-feira a domingo)
Horário: 18h30
Ingressos: R$ 2,00 (inteira) e R$ 1,00 (meia, além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h
Lotação: 85 lugares
Classificação: 18 anos
Acesso para pessoas com deficiência
Realização: Coletivo João do Rio
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal
Programação completa: Caixa Cultural


Programação:
Dia 24, terça feira
Leitura do Conto "A Biblioteca de babel"
Ator confirmado – Julio Adrião
Filme: Los libros y la noche, de Tristan Bauer, Argentina, 82min.,  2000. Documentário do mesmo diretor de "Cortázar".

Sem Palestra/ Coquetel de abertura no Foyer

Dia 25, quarta feira
Leitura de um conto/poesia/ideia
Atriz confirmada: Nicole Gomes
Filme: Invasion, de Hugo Santiago, Argentina, 1968/1969, 124min.; roteiro Jorge Luis Borges e Hugo Santiago; ideia original Jorge Luis Borges e Adolfo Bioy Casares.
Palestrante: Prof. Davi Arrigucci Jr.

Dia 26, quinta feira
Leitura de um conto/poesia
Atriz confirmada: Andrea Claudia

Filme: Alphaville, de Jean Luc Godard França/Itália, 98m, 1965 (no filme é citado um trecho de "Nueva refutación del tempo”).
Palestrante: Prof. Vera Follain

Dia 27, sexta feira
Leitura do conto ”Tema do Traidor e do Herói”.
Atriz confirmada: Nicole Gomes

Filme: A estratégia da Aranha, de Bernardo Bertolucci, Itália, 1969/1970, 97min.
Conto baseado – Tema do Traidor e do Herói  (O Jardim de Veredas que se bifurcam – Ápices, 1944)
Palestrante: José Carlos Avellar

Dia 28, sábado
Leitura do conto A intrusa
Atriz confirmada: Andrea Claudia

Filme "A Intrusa", de Carlos Hugo Christensen, Brasil, 1979 (baseado em conto homônimo).
Palestrante: Prof. Cláudia Dottori

Dia 29, domingo
Leitura de um conto/poesia
Ator confirmado: Cláudio Gabriel
Exibição do vídeo "Conexão Internacional", entrevista com Jorge Luis Borges. Brasil, 1988, 55min. Direção Walter Salles. Jornalista Roberto Dávila
Encerramento sem palestra

Fonte: assessoria de imprensa

THE FEVERS NO CIRCUITO DAS LONAS CULTURAIS DO RIO DE JANEIRO


Para comemorar sucesso da turnê nacional
de Vem Dançar
 
 Foto: Cláudio Moure
 
Lona Cultural Gilberto Gil - Realengo

Dia 20/04/2012 - SEXTA-FEIRA – 21:30 Hs

Local do show: Lona Cultural Gilberto Gil
Horário Show: 21:30h
Endereço: Avenida Marechal Fontenelle n° 5000 - Realengo
Tel: (21)3462-0774 / fax: 3355-1028 / 9625-6494
 
Ingressos à venda na bilheteria da 
Lona Cultural Gilberto Gil – Realengo

Ingresso Antecipado, até 5a. feira: R$20,00
No dia: R$25,00 – Meia R$12,50


Lona Cultural João Bosco - Vista Alegre

Dia 21/04/2012 – SÁBADO – 21:30 Hs

Local do show: Lona Cultural João Bosco
Horário Previsto Show: 21:30h
Endereço: Avenida São Félix, nº 601 - Parque Orlando Bernardes - Vista Alegre - RJ
Tel: (21)2482-4316
 
Ingressos a Venda na Bilheteria da 
Lona João Bosco – Vista Alegre

Ingresso Antecipado, até 5a. feira: R$25,00
No dia: R$30,00 – Meia R$15,00

sexta-feira, 13 de abril de 2012

CAIXA CULTURAL RIO OFERECE CURSO GRATUITO "HISTÓRIA E EVOLUÇÃO DO CINEMA"

 
Projeto acontece de 17 a 20 de abril, com inscrições gratuitas

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro promove, de 17 a 20 de abril, o curso História e Evolução do Cinema, que tem como objetivo divulgar e aprofundar o estudo sobre Cinema, desde sua invenção, no final do século XIX, até a atualidade. A participação é aberta a todos os interessados no tema, a partir de 16 anos, até o limite de 85 vagas. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail cursos@ajato.com.br.

Os responsáveis pelo projeto são o pesquisador da História do Cinema e produtor cultural, Luis Carlos Pavan, e a mestre em Comunicação e Semiótica, pesquisadora de cinema e produtora cultural, Careimi Ludwig Assmann.

As técnicas de produção e criação cinematográfica avançaram ao nível que poucos imaginariam, no momento do seu surgimento, no final do século XIX. Mas como foi a fase inicial do cinema? Quais as grandes viradas criativas e movimentos da sétima arte, nestes mais de 100 anos? Como estes momentos anteriores influenciam a produção do atual cinema nacional e estrangeiro? O curso pretende responder a essas e outras perguntas, assim como debater sobre as fases do avanço técnico-criativo do cinema e seus principais criadores / diretores.

Temas abordados no curso:

01. Thomas Edison e os Irmãos Lumiére (da fotografia para a fotografia em movimento) e a magia do cinema de trucagem de Méliès;
02. A criação da narrativa em Edwin Porter e Griffith;
03. Os cômicos (Max Linder, Chaplin e Buster Keaton);
04. Cinema de Costumes de Lubitsch;
05. Cinema/montagem: a escola Russa - Eisenstein e Dziga Vertov;
06. Expressionismo Alemão;
07. Avant-garde Francês (Cinema Abstrato, Realismo Poético e Cinema Fantástico);
08. Os filmes e diretores da era de ouro de Hollywood;
09. O cinema Noir;
10. O cinema do Terceiro Mundo;
11. Cinemas novos, independentes e documentais;
12. Cinema oriental e seu exotismo;
13. Comédia italiana;
14. Animações - dos primórdios ao anime japonês.

Serviço:

Curso História e Evolução do Cinema
Data: de 17 a 20 de abril de 2012 (terça-feira a sexta-feira)
Hora: das 10h às 18h, com intervalo de 1 hora
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 2
Endereço: Avenida Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21)2544-4080
Acesso para portadores de necessidades especiais
Programação completa: Caixa Cultural
Informações e Inscrições pelo e-mail: cursos@ajato.com.br

Fonte: assessoria de imprensa


CENTRO CULTURAL DA CAIXA, NO RIO DE JANEIRO, REALIZA MOSTRA MILOS FORMAN


Mostra homenageia diretor com exibição de toda sua filmografia e promove debate

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 17 a 29 de abril, a mostra de Cinema A Arte de Milos Forman, que presta homenagem ao cineasta tcheco radicado nos EUA. Todos os longas-metragens de ficção assinados por Forman estão na programação. Desde seus filmes tchecos, de repercussão mundial e de contestação política, até suas produções premiadas rodadas durante seu auto-exílio nos Estados Unidos, após 1968.

No mesmo dia 17 de abril, em que se inaugura a mostra na CAIXA Cultural, estreava, há 48 anos, em Praga, na então Tchecoslováquia, o primeiro longa-metragem do diretor: Pedro, o Negro (1964). E é exatamente com esse filme que a mostra abre a homenagem ao cineasta, com sessão às 19h, no Cinema 1.

Na programação, estão os filmes, inéditos no Brasil, Audition (título internacional para “Konkurs”, de 1964, produção que reúne dois médias-metragens de Forman) e A Walk Worthwhile (Dobre placená procházka, de 2009), seu último trabalho, quando retornou para filmar na República Tcheca. O espectador da mostra poderá assistir ainda às obras da fase inicial de Milos Forman: Os Amores de uma Loira e O Baile dos Bombeiros, poucas vezes exibidos no Brasil. Todos terão exibição em 35 mm.

No dia 26 de abril, haverá uma aula aberta ao público com o tema: A fase tcheca de Milos Forman, ministrada pelo crítico de cinema e pesquisador Filipe Furtado. Durante duas semanas, serão apresentados 14 filmes, com um pouco do que o cinema mundial conseguiu produzir de melhor, por meio da obra do diretor tcheco, que marcou seu nome tanto na época dos Cinemas Novos, dos anos 1960, como na incipiente Nova Hollywood, dos anos 1970, e num consolidado sistema de grandes produções e astros, pela qual perpassou nas décadas seguintes.

Curiosidades:

Milos Forman, hoje com 80 anos, é ainda um cineasta em atividade. Se nunca foi dos realizadores mais prolíficos, tendo lançado 14 longas-metragens de ficção para cinema (mais alguns poucos curtas, documentários, filmes para TV e participação em coletâneas), garantiu seu nome no panteão dos grandes diretores do cinema mundial, devido à qualidade inquestionável de seus trabalhos e uma coleção invejável de prêmios.

Da sua carreira em solo americano, marcada por grandes sucessos de critica e público, há também pequenas joias, menos badaladas, que merecem uma atenção especial. Ao lado das obras, em torno das quais sua filmografia orbita, como Um Estranho no Ninho, Amadeus ou Hair, Milos Forman também oferece preciosidades como: “Procura Insaciável” (seu primeiro trabalho após a imigração), retratos de época como Valmont, Sombras de Goya e Na Época do Ragtime, ou biografias de figuras controversas e atraentes, como em O Povo contra Larry Flynt e O Mundo de Andy.

Serviço:

Mostra A Arte de Milos Forman
Curadoria: Pedro Perazzo

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)

Datas: de 17 a 29 de abril de 2012
Horários: Consultar a Programação de cada dia

Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia, além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia)
Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Lotação: 85 lugares
Classificação: Verificar classificação etária de cada filme
Acesso para pessoas com deficiência

Site da Mostra: A Arte de Milos Forman
Realização: Vatapá Produções
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal
Programação completa: Caixa Cultural


Fonte: assessoria de imprensa

XINGU SERÁ EXIBIDO EM ISRAEL, PORTUGAL E CANADÁ

FILME SOBRE A AVENTURA DOS IRMÃOS VILLAS-BÔAS FOI COMPRADO DURANTE O FESTIVAL DE BERLIM


Xingu, belo trabalho dirigido por Cao Hamburger, estreou em todo o país no último dia 06/04, já com distribuição garantida em Israel, Portugal e Canadá. A venda para os três países é resultado da apresentação do filme no European Film Market, durante o Festival Internacional de Berlim (onde obteve o 3° lugar no Prêmio do Público de Melhor Filme), em fevereiro último, com o apoio do Cinema do Brasil – programa que promove a participação do cinema brasileiro no exterior.  

O longa produzido pela 02 Filmes – que mostra o trabalho dos irmãos Villas-Bôas em defesa da população indígena e do meio ambiente – também foi exibido e premiado na mostra Panorama da Berlinale e selecionado para o Festival de Tribeca, nos Estados Unidos, que será realizado entre os dias 18 e 29 de abril.

Cinema do Brasil
O Cinema do Brasil é um programa de promoção e exportação do cinema brasileiro no exterior. Idealizado pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), tem como principal parceira a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), que participa da elaboração das estratégias e operacionalização, além de oferecer suporte financeiro aos projetos apoiados. O Cinema do Brasil conta também com o apoio do MRE (Ministério das Relações Exteriores) e da Ancine (Agência Nacional do Cinema).
O objetivo do Programa é fortalecer e ampliar a participação do audiovisual brasileiro no mercado internacional, oferecendo às empresas associadas apoio logístico e estratégico para que possam realizar coproduções e abrir mercados para a distribuição da sua produção, valorizando assim a imagem da indústria cinematográfica nacional no exterior. 

Fonte: assessoria de imprensa